Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Three Little Pigs
fevereiro 9, 2009

The Three Little Pigs 

Once upon a time there were three little pigs and the time came for them to leave home and seek their fortunes.

Before they left, their mother told them ” Whatever you do , do it the best that you can because that’s the way to get along in the world.

 

  

The first little pig built his house out of straw because it was the easiest thing to do.

The second little pig built his house out of sticks. This was a little bit stronger than a straw house.

The third little pig built his house out of bricks.

One night the big bad wolf, who dearly loved to eat fat little piggies, came along and saw the first little pig in his house of straw. He said “Let me in, Let me in, little pig or I’ll huff and I’ll puff and I’ll blow your house in!”

“Not by the hair of my chinny chin chin”, said the little pig.

But of course the wolf did blow the house in and ate the first little pig.

The wolf then came to the house of sticks.

“Let me in ,Let me in little pig or I’ll huff and I’ll puff and I’ll blow your house in” “Not by the hair of my chinny chin chin”, said the little pig. But the wolf blew that house in too, and ate the second little pig.

The wolf then came to the house of bricks.

” Let me in , let me in” cried the wolf

“Or I’ll huff and I’ll puff till I blow your house in”

“Not by the hair of my chinny chin chin” said the pigs.

Well, the wolf huffed and puffed but he could not blow down that brick house.

But the wolf was a sly old wolf and he climbed up on the roof to look for a way into the brick house.

 

The little pig saw the wolf climb up on the roof and lit a roaring fire in the fireplace and placed on it a large kettle of water.When the wolf finally found the hole in the chimney he crawled down and KERSPLASH right into that kettle of water and that was the end of his troubles with the big bad wolf.

The next day the little pig invited his mother over . She said “You see it is just as I told you. The way to get along in the world is to do things as well as you can.” Fortunately for that little pig, he learned that lesson. And he just lived happily ever after!

Anúncios


agosto 7, 2008

Essa dica vai para as mamães!!!

Que tal uma boa leitura para vocês???????

Uma boa pedia é ” Amor em mnúscula”

Aqui vai um resuminho para vocês:
Na última noite do ano, Samuel, um professor, tem a certeza de que os 365 dias seguintes não serão muito diferentes daqueles que passaram – milhares de provas a corrigir e aulas a preparar. Em sua rotina, a atividade mais emocionante é a ida ao supermercado. No entanto, para não romper com a tradição, Samuel não se opõe às usuais 12 uvas e à taça de champanhe para celebrar o ano-novo. Na manhã do novo ano, ao se levantar bem cedo, o professor está convencido de que nada de insólito irá lhe acontecer. No entanto, um estranho ruído o leva até a entrada do apartamento. Ali, à soleira da porta, encontra-se um pequeno visitante. Com menos de um palmo de altura e dono de pêlos tigrados, um gato saúda com um miado musical o novo amigo. Porém, o que Samuel não imaginava era que aquela visita seria o começo de uma incrível transformação em sua vida. Disposto a não abandonar o novo dono, Mishima (nome recebido em homenagem a um velho escritor japonês) leva Samuel a conhecer Titus, vizinho com quem jamais trocara palavra, e o enigmático Valdemar. Desses dois encontros nasce uma curiosa e terna amizade que, como num passe de mágica, é responsável pelo reencontro do solitário professor com a misteriosa Gabriela… depois de trinta anos. Pela primeira vez em sua vida, Samuel tem a oportunidade de viver intensamente os pequenos acontecimentos cotidianos. Escrito pelo espanhol Francesc Miralles, Amor em minúscula é uma delicada e terna história de amor e amizade, que vai comover o leitor e revelar os pequenos segredos de uma vida plena.

Pinóquio
agosto 5, 2008

Era uma vez um velho carpinteiro chamado Gepeto. Ele não tinha filhos, desta forma passava seu tempo construindo bonecos. Um dia, Gepeto construiu um boneco de madeira muito bonito, e colocou o nome de Pinóquio. À noite, pediu para as estrelas que seu boneco virasse um menino de verdade.
Enquanto Gepeto dormia, Pinóquio recebeu a visita da fada Azul. Ela deu vida ao boneco e prometeu que se ele se comportasse bem, o transformaria em um menino de verdade.


A Fada fez questão de criar uma amigo para Pinóquio, o Grilo Falante que foi nomeado a consciência de Pinóquio. Na manha seguinte, quando Gepeto acordou, ficou radiante de alegria, e matriculou Pinóquio em uma escola.

No seu primeiro dia de aula, Pinóquio encontrou pelo caminho João Honeto e Gedeão. Eles o convenceram a conhecer a Ilha de Prazeres, onde ninguém trabalhava.
Pinóquio, que gostava de aventuras, esqueceu que deveria consultar sua consciência. Seguiram a viagem em uma carroça que era puxada por burrinhos, muito infelizes. Quando chegaram, Pinóquio saiu correndo, para conhecer a ilha. Era tudo muito bonito, cheio de doces e brinquedos
Ele estava brincando, quando percebeu que estavam crescendo orelhas e rabo de burro em seu corpo. Ficou muito assustado e chamou pelo Grilo Falante. O Grilo perguntou a Pinóquio o que estava fazendo na ilha, ele começou a mentir, e a cada mentira seu nariz crescia. O Grilo não sabia como ajudar seu amigo.

 

Os dois descobriram que as crianças que vinham para aquele lugar eram transformadas em burrinhos. Resolveram pedir ajuda para a Fada Azul, que tirou todas as crianças da ilha. Quando voltou para casa, Pinóquio não encontrou Gepeto. Estava procurando em uma praia, quando encontrou uma garrafa com uma carta dentro. A carta dizia que Gepeto estava procurando Pinóquio no mar, quando foi engolido por uma grande baleia chamada Monstro.

Pinóquio entrou no mar para procurar seu pai. Perguntava a todos os peixinhos que encontrava, se conheciam a baleia Monstro.
De repente ele foi engolido pela baleia, sem que percebesse o que estava acontecendo. Dentro da barriga dela, encontrou o barco de Gepeto, e os dois se abraçaram de alegria. Logo depois chegou o grilo, e os três juntos tiveram a idéia de fazer uma fogueira na barriga da baleia. A baleia espirrou forte, por causa da fumaça, jogando os três para fora.
 
Chegando em casa, a Fada Azul já esperava por eles. Como recompensa pela valentia e lealdade de Pinóquio, ela transformou o boneco em um menino de verdade.

Os Três Porquinhos
abril 25, 2008

Numa bonita casa de campo viviam 3 porquinhos:

 

 

Prático, Heitor e Cícero. Quando não iam à escola, ficavam a brincar felizes e despreocupados no campo.

 

Ao escurecer, voltavam cansados e satisfeitos.

 

Em casa esperava-os a sua avozinha, que lhes preparava grandes bolos com natas e morangos.

 

Um dia, Cícero, o mais pequeno, propôs: «Agora que já somos grandes, podemos construir uma casa só para nós e viver sozinhos! Cada um construirá a sua, a seu gosto.

 

Cícero não se queria cansar muito, pelo que considerou que bastariam uns tantos ramos e um pouco de palha entrançada para construir uma cabaninha fresca e confortável.

 

 

Heitor, pelo contrário, pensou que uma cabana de madeira seria suficientemente confortável e resistente e que não teria de trabalhar demasiado para a construir.

 

 

 

 

Prático queria uma casinha como a da avozinha. Por isso, carregou o carrinho de mão várias vezes com tijolos e cimento e pôs-se a trabalhar com muito afinco.

 

– Assim estarei resguardado do lobo, que de vez em quando sai do bosque.

 

De facto, veio o lobo e bateu na casinha de palha: Truz! Truz! Truz!

 

– Quem é? – perguntou a avozinha do Cícero. – Um amigo… abre!

 

– respondeu o lobo lambendo-se.

 

 

– Não! És o lobo mau e não te vou abrir a porta!

 

– Ai sim?! – Rosnou o lobo rangendo os dentes.

 

– Vê então como abro a tua porta! – E de um sopro varreu a cabaninha fazendo

rolar para bem longe o porquinho.

 

Enquanto Cícero escapava, o lobo foi bater à porta do Heitor:

 

– Abre, não te farei mal!

 

Heitor também não quis abrir, mas um par de sopros foram suficientes para destruir a sua casinha.

 

Muito esfomeado, o lobo bateu à porta da casa do Prático.

 

– Vai-te embora, lobão! – Respondeu-lhe o porquinho.

 

Desta vez, o lobo soprou e soprou muitas vezes, mas a casinha, construída com cimento e tijolos era demasiado sólida até para ele.

 

Por fim, o lobo mau ficou sem forças. Aborrecido, levantou o punho, ameaçando:

 

– Por agora, deixo-te… mas depressa voltarei!

 

E vou-te comer de uma só vez.

 

 

Quando se fez noite o lobo voltou. Prático ouvi-o a trepar pelo algeroz para subir até ao telhado da casa.

 

Enquanto se metia pela chaminé, o lobo lambia-se já pensando no jantar à base de porquinho assado. Mas Prático, que tinha uma panela de sopa ao lume, atiçou a chama com toda a lenha que tinha.

 

O lobo já estava a meio caminho quando começou a cheirar a queimado: era a sua cauda que começava a chamuscar! Saiu pela chaminé e desapareceu uivando.

 

No dia seguinte, enquanto o pobre lobo, com a cauda entre as patas, continuava a fugir para o mais longe possível, a povoação celebrava a valentia do porquinho sábio e o retorno à tranquilidade.

 

 

 

********************

 

Não deixe de ver:

 

Cachinhos de Ouro 

Muita história pra contar. 

Histórinha de hoje: Bom Dia, Todas as Cores!  

 

********************

História da Páscoa
março 20, 2008

Já que estamos no feriado descubra as origens do termo a Páscoa entre os judeus e cristãos, a história do coelhinho da páscoa e dos ovos de chocolate, significados, importância, formas de comemoração e celebrações, rituais e símbolos.

(mais…)

Ruth Rocha
março 13, 2008

borba.jpg

Borba, o gato

Borba, o gato, e Diogo, o cão, eram muito amigos.
Desde muito pequenos foram criados no mesmo quintal e, assim, foram ficando cada vez mais unidos.
Brincavam de pegador, de amarelinha e de mocinho e bandido.
Essa era a brincadeira de que eles mais gostavam.
Ás vezes, Borba era o mocinho e Diogo o bandido.
Outras vezes, era o contrário.
Vocês já ouviram falar que duas pessoas brigam como cão e gato?
Pois os nossos amigos nunca brigavam, apesar de serem realmente cão e gato.

De vez em quando, Diogo arreliava um pouquinho Borba, cantando:
– Atirei o pau no ga-to-to, mas o ga-to-to não morreu-reu-reu…
Mas o Borba nem ligava e eles continuavam amigos.

Quando chegou a hora de irem para escola, Diogo, que era um cão policial, resolveu estudar na escola da polícia.

Borba foi cantar a mãe:
– Sabe, mamãe? Eu também vou ser policial.
Dona Gata riu:
– Onde é que já se viu gato policial?
– Ora, mamãe, se existe cachorro policial, por que é que não pode haver gato policial?

Dona Gata explicou:
– Meu filho, gatos são gatos, cachorros são cachorros.
Existe gato siamês, gato angorá…existiu até aquele célebre Gato-de-Botas.
Mas gato policial, isso nunca houve.

– Mas, mamãe, só porque nunca houve não quer dizer que não possa aparecer um.
Afinal, é a minha vocação…

Diogo, todos os dias, trazia exercícios para fazer em casa:
– Hoje eu tenho que descobrir quem é que rouba o leite da casa de dona Marocas. Você quer me ajudar?

Borba sempre queria.
Mas, cada vez que ia ajudar seu amigo, arranjava uma boa trapalhada…
Mas o Borba não desistia:
– Sabe, Diogo?
Eu tenho escutado uns barulhos muito estranhos, de noite. Deve ser algum ladrão. Vamos ver se a gente pega?

E os dois saíram, de madrugada, para pegar o ladrão…
Que não era ladrão nenhum, era só o padeiro!

A mãe de Borba já estava zangada:
– Vamos acabar com esses passeios no meio da noite!
Criança precisa dormir bastante!

– Mas, mamãe, todos os gatos andam à noite pelos telhados.
– Isso são os gatos grandes. Você ainda é muito pequeno.
– Ah, mamãe, assim você atrapalha minha carreira!
E Borba continuava a treinar para policial.

E explicava a Diogo:
– Eu preciso reabilitar a raça felina.
Em todas as histórias, os ratos são bonzinhos e os gatos são malvados. Veja os desenhos animados.
Veja Tom e Jerry! É uma injustiça. Eu vou mostrar a todo mundo que os gatos são grandes homens, quer dizer, grandes gatos…

O tempo passou e Diogo recebeu seu diploma. Ganhou uma linda farda e todas as noites fazia a ronda do bairro:
– PRIIIUUUUU! PRIIIUUUUU!…

Borba ainda tinha esperanças de vir a ser um policial e por isso saía sempre com o seu amigo.
Uma noite, quando vinham passando pela casa do seu Godofredo, viram alguma coisa muito suspeita no telhado:

– O que é aquilo? – perguntou Diogo.
– Desta vez juro que é um ladrão.
– Mas eu não sei subir no telhado.
Como é que eu faço?
– Quem não tem cão caça com gato – disse o Borba.
– Deixa que eu vou.

E subiu pela calha como só os gatos sabem fazer.
Aproximou-se do ladrão por trás e …
– MIAAAUUUUUU!

O ladrão levou tamanho susto que despencou do telhado, caindo bem em cima do Diogo.
O Borba ainda gritou:
– Cuidado, Diogo!
Se ele te pega, faz cachorro-quente!

Mas o ladrão, que era o ladrão de galinhas, estava tão assustado que não conseguiu nem fugir.

– Está preso em nome da lei! – disse Diogo, todo satisfeito, pois era o primeiro ladrão que ele prendia.

Borba vinha descendo do telhado, todo orgulhoso.
Toda a vizinhança aplaudia os dois amigos:
– Agora podemos dormir sossegados!

Diogo levou seu prisioneiro para a delegacia e explicou, direitinho, como é que tinha prendido o ladrão.

O delegado quis logo conhecer o Borba e deu a ele uma condecoração:
– Parabéns, seu Borba!
O senhor daria um grande policial!

Borba piscou para o Diogo.
E foi admitido na corporação, mesmo sem fazer o curso.

Afinal, ele já tinha dado provas de ser um bom policial.
E ganhou o cargo de guarda dos telhados.

E agora, todas as noites, enquanto Diogo vigia as ruas, Borba cuida do seu setor.

A rua deles é a mais bem guardada da cidade.

Pois tem um policial na rua e um no telhado:
Borba, o gato.    

Ruth Rocha

As palvras mais procuradas quando o assunto é história infantil são:
março 13, 2008

a historia da educaçao infantil, a historia da educação infantil, a historia da educação infantil no brasil, a historia da literatura infantil, a importancia das historias infantis, adivinhas infantis, as historias infantis, as histórias infantis, atividades infantis, autores de historias infantis, autores infantis, brincadeiras infantis, como contar historias infantis, como contar histórias infantis, contadores de histórias infantis, contando historias infantis, contar historia infantil, contar historias infantis, contar histórias infantis, contar histórias na educação infantil, contação de histórias infantis, conto infantis, contos infantis, desenho infantis, desenhos de historias infantis, desenhos de histórias infantis, desenhos infantis, desenhos para colorir infantis, editora infantis, escritores infantis, estorias infantis, estórias infantis, fabula infantis, fabulas infantis, figura infantis, figuras infantis, fábula infantis, fábulas infantis, gifs infantis, historia biblica infantil, historia biblicas infantil, historia biblicas infantis, historia da biblia infantil, historia da educacao infantil, historia da educacao infantil no brasil, historia da educaçao infantil, historia da educaçao infantil no brasil, historia da educação infantil, historia da educação infantil no brasil, historia da literatura infantil, historia da moda infantil, historia da musica infantil, historia do livro infantil, historia do teatro infantil, historia do trabalho infantil, historia dos jogos infantis, historia educação infantil, historia em quadrinhos infantil, historia infantil, historia infantil branca de neve, historia infantil chapeuzinho vermelho, historia infantil em ingles, historia infantil espirita, historia infantil evangelica, historia infantil ilustrada, historia infantil on line, historia infantil online, historia infantis, historia na educaçao infantil, historia na educação infantil, historias animais, historias biblica infantil, historias biblicas infantil, historias biblicas infantis, historias bruxas, historias bíblicas infantis, historias classicas infantis, historias conto, historias contos, historias criança, historias crianças, historias da biblia infantil, historias de natal, historias em quadrinhos infantil, historias em quadrinhos infantis, historias evangelicas infantil, historias fabulas, historias fadas, historias folclore, historias infantil, historias infantis, historias infantis animadas, historias infantis audio, historias infantis branca de neve, historias infantis cantadas, historias infantis chapeuzinho vermelho, historias infantis com audio, historias infantis com som, historias infantis contadas, historias infantis curtas, historias infantis da biblia, historias infantis de monteiro lobato, historias infantis de pascoa, historias infantis educativas, historias infantis em audio, historias infantis em espanhol, historias infantis em ingles, historias infantis espiritas, historias infantis evangelicas, historias infantis faladas, historias infantis gratis, historias infantis ilustradas, historias infantis mp3, historias infantis narradas, historias infantis on line, historias infantis online, historias infantis para colorir, historias infantis para crianças, historias infantis para imprimir, historias infantis para ler, historias infantis para ouvir, historias infantis sobre a pascoa, historias na educação infantil, historias para colorir, historias para crianças, historinhas infantis, história infantis, histórias biblicas infantil, histórias biblicas infantis, histórias bíblicas infantil, histórias bíblicas infantis, histórias clássicas infantis, histórias educação infantil, histórias em quadrinhos infantis, histórias infantil, histórias infantis, histórias infantis animadas, histórias infantis chapeuzinho vermelho, histórias infantis contadas, histórias infantis curtas, histórias infantis de monteiro lobato, histórias infantis educativas, histórias infantis em espanhol, histórias infantis em ingles, histórias infantis em inglês, histórias infantis espíritas, histórias infantis evangelicas, histórias infantis evangélicas, histórias infantis ilustradas, histórias infantis narradas, histórias infantis on line, histórias infantis online, histórias infantis para colorir, histórias infantis para crianças, histórias infantis para imprimir, histórias infantis para ouvir, histórias infantis sobre a páscoa, histórias na educação infantil, histórias para educação infantil, ilustração infantis, ilustrações infantis, imagens infantis, importancia das historias infantis, importância das histórias infantis, jogos infantis, leitura infantis, lendas infantis, literatura infantil historia, literatura infantil historias, livro de historia infantil, livro de historias infantis, livro historia infantil, livros de historia infantil, livros de historias infantil, livros de historias infantis, livros de histórias infantis, livros infantis, os infantis, ouvir historias infantis, ouvir histórias infantis, pequenas historias infantis, pequenas histórias infantis, personagens de historias infantis, personagens de histórias infantis, personagens infantis, poemas infantis, poesia infantis, poesias infantis, projeto historias infantis, projeto histórias infantis, projeto infantis, projetos infantis, resumo de historias infantis, rimas infantis, sites de historias infantis, sites de histórias infantis, sites infantis, uma historia infantil, videos de historias infantis, www historias infantis

Hello world!
março 13, 2008

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!